Posts

QUAIS AS VANTAGENS DE SE TREINAR EQUIPES?

 

Businessman leading meeting in conference room --- Image by © Ian Lishman/Juice Images/Corbis

Treinamentos especializados estão sendo cada vez mais utilizados por empresas como poderosos aliados no aumento da qualificação e da produtividade do trabalho. A popularização de cursos na modalidade in company permitiu que organizações se destacassem no mercado, formando profissionais capacitados para oferecer serviços de maior qualidade. Leia mais

MARCA: QUAL É A DA SUA EMPRESA?

08.07.15

Pense em empresas de renome como Coca-Cola, Nike, Ford e tantas outras. O que elas têm em comum? Todas elas possuem uma identidade visual coesa e criada de forma estratégica. Leia mais

AUMENTE SUA PRODUTIVIDADE – 5 DICAS ÚTEIS

24.06.15

Produtividade é a palavra-chave para qualquer empresa, e está ligada à capacidade de executar suas tarefas em tempo hábil e com excelência. Se todos os setores forem produtivos, a empresa conseguirá funcionar de forma fluida e coesa.  Leia mais

ESOCIAL – PARTE II

17.06.15

Recapitulando: no primeiro post da série, falamos sobre o que é o eSocial, sua importância para as organizações e explicamos que, para se adequar,  as empresas precisam ter todos os seus processos organizados e informatizados. Vimos ainda que existem vários tipos de ferramentas, plataformas e portais que vão agilizar processos e facilitar o dia a dia de todos os setores das empresas. Leia mais

ESOCIAL – PARTE I

03.06.15
O eSocial é um projeto do governo federal que unifica o envio de informações dos funcionários da empresa e o cumprimento de suas obrigações trabalhistas, fiscais, de segurança do trabalhador e previdenciárias, incluindo emissão de guias de recolhimento, demonstrações contábeis, folhas de pagamento e movimentação de empregados de forma intuitiva. Leia mais

MELHORE SUA COMUNICAÇÃO NO DIA A DIA

13.05.15

A comunicação é uma importante ferramenta para qualquer interação social. Já parou para pensar que, no mundo dos negócios, você pode perder oportunidades e contratos devido a detalhes como gestos exagerados, tons de voz errados e a forma de conduzir as conversas e reuniões? Além disso, é comum que esses comportamentos gerem conflitos com sua própria equipe.  Leia mais

ACT – TRANSFORMANDO VIDAS – Parte II

Close-up of business partners hands over papers discussing them

Se você leu nosso blog na semana passada, ficou sabendo da história de sucesso da Jucinéia e sua conquista de um curso superior (Se não, leia agora).

A história da ACT se cruzou com a da Jucinéia em meio a um processo de consultoria empresarial desenvolvido por nós para a SUBWAY.

Conversamos com a MARINA PAOLIELLO, sócia da ACT e responsável pelo setor de Consultoria e Treinamento , sobre a importância da consultoria empresarial:

Porque a consultoria empresarial é tão importante?

Dentre todos os produtos oferecidos pela ACT, a consultoria é a que gera resultados mais significativos. Palestras e treinamentos ensinam, mas a consultoria gera uma mudança real de comportamento em todos que trabalham na empresa, o que acaba implicando em mudanças positivas no dia a dia de todos.

Desenvolvemos uma metodologia personalizada, com técnicas avançadas que, além de ensinar os princípios teóricos, parte para a prática oferecendo ferramentas para que as pessoas absorvam tudo o que é ensinado e tenham habilidade para aplicar o conhecimento.

Qual o cenário geralmente encontrado nas empresas trabalhadas?

Quando uma empresa busca esse tipo de consultoria, é porque está com problemas de comunicação, tanto interna quanto externa. Como esse é o nosso foco e principal preocupação, procuramos resolver primeiro essas situações.

A comunicação é que vai ditar o rumo de todos os demais processos da empresa. O que geralmente encontramos são líderes que não se comunicam de maneira estratégica, não dão feedback e não interagem com seus colaboradores.

Há uma falta de consciência e de padronização das estratégias comunicativas da empresa, e é isso que a ACT procura solucionar.

Quais os diferenciais das consultorias da ACT?

Eu diria que o principal diferencial é o envolvimento total da ACT em cada cliente trabalhado. A filosofia da nossa empresa é conquistar a confiança do cliente, tratá-lo de forma especial e personalizada, além de lançarmos um olhar humano a todos os envolvidos na consultoria.

Isso nos permite identificar habilidades pessoais e talentos ainda não despertados e trabalhar todo o potencial dessas pessoas para incentivá-las a melhorar, como foi o caso da Jucinéia.

Quem trabalha na ACT tem um compromisso com o trabalho e encara o que faz como uma missão de vida não só de auxiliar empresas a terem melhores resultados. Queremos que todo líder, funcionário ou empresário que fizer uma consultoria conosco saia ao final do processo mais feliz em todos os aspectos da sua vida.

Conheça mais sobre a ACT COMUNICAÇÃO

act_logo (1)

 

 

 

 

Rua Santa Catarina, 1627 – 16º andar
Lourdes – Belo Horizonte, MG
(31) 3031-5990 / (31) 3889-8877

act@actcomunicação.com.br

https://www.facebook.com/ACTComunicacao

https://twitter.com/actcomunicacao

https://www.linkedin.com/company/act-comunica-o

www.actcomunicação.com.br

REDUZA SEU TURNOVER

08.04.15

Turnover é o termo para definir a rotatividade de pessoal, o giro de entradas e saídas de funcionários. Essa rotatividade é onerosa e prejudicial para as empresas, pois gera um alto custo de mão-de-obra, além da perda de colaboradores qualificados e treinados. O ideal é que o turnover de uma empresa esteja em um índice apenas necessário para que haja a renovação saudável do corpo profissional.

Recentemente, foi anunciado um projeto de lei que aumentará a tributação das empresas que possuem alta rotatividade, pois o governo entende que, se os colaboradores não ficam por muito tempo na empresa, há algo de errado com o sistema de contratação ou nos sistemas de gestão da empresa. Portanto, é essencial tomar atitudes para prevenir os fatores ligados à rotatividade, para que esse índice diminua cada vez mais e a empresa possa reter seus talentos e manter a produtividade.

Classificação de gerações 

O primeiro passo é entender a diferença entre gerações, suas expectativas e comportamentos, o que pode gerar conflitos e desentendimentos no ambiente de trabalho

O espaço entre gerações costumava ser de 25 anos. Hoje, uma nova geração é classificada a cada 10 anos. Para as empresas, ter pessoas de diferentes gerações trabalhando juntas requer um esforço maior, pois cada uma tem suas características próprias, sonhos e desejos diferentes.

Conheça um pouco mais sobre cada uma:

08.04.15(1)

08.04.15(2)

Algumas dicas úteis podem ajudar a manter seus funcionários motivados e fieis à sua empresa:

  1. No momento da demissão, faça uma entrevista pessoal para saber o motivo. Evite questionários pré-elaborados e prefira sempre uma conversa franca.
  2. Contrate de forma assertiva. Conte com uma empresa especializada em seleção e recrutamento para ajudar.
  3. Certifique-se de que o salário dos setores está dentro do padrão do mercado.
  4. Ofereça benefícios e invista no treinamento de seus colaboradores.
  5. Crie metas e programas de recompensa quando elas forem atingidas.
  6. Tenha um plano de carreira claro para que seus colaboradores saibam até onde podem chegar.

A ACT possui estratégias personalizadas para treinar e coordenar equipes, treinando-as e as mantendo motivadas e produtivas.

Venha nos conhecer!

act_logo (1)

 

 

 

 

Rua Santa Catarina, 1627 – 16º andar
Lourdes – Belo Horizonte, MG
(31) 3031-5990 / (31) 3889-8877

act@actcomunicação.com.br

https://www.facebook.com/ACTComunicacao

https://twitter.com/actcomunicacao

https://www.linkedin.com/company/act-comunica-o

www.actcomunicação.com.br

6 PASSOS PARA UM PITCH DE VENDAS DE ALTO IMPACTO

São Paulo, Brazil --- Woman making presentation at business meeting, Sao Paulo, Brazil --- Image by © JAG Images/Corbis

Para quem não conhece este conceito, já falamos em nosso blog sobre o pitch e sua importância.

Falaremos hoje sobre como uma sugestão de estrutura estratégica para que seu pitch de vendas tenha o máximo de eficácia e consiga atingir seus objetivos. Existem ferramentas de organização de discurso e de performance comunicativa, que podem diferenciá-lo frente a apresentação à investidores, parceiros, clientes, ou mesmo com outros públicos em que, rotineiramente, precise vender suas ideias.

Trata-se de um esquema didático, em que nem sempre é possível seguir a ordem exata ou cumprir todos os itens.

Iniciamos nossa atuação com treino de pitch em 2010 e na época, os trabalhos ainda eram tímidos e restritos nesta área. Felizmente, houve um aumento expressivo de bibliografia e referências sobre o tema, o que é ótimo! Contudo, cuidado ao seguir padrões americanos e europeus, considere a diferença de cultura e não leve tudo ao pé da letra. Fazer negócio no Brasil é bem diferente!

Quanto mais natural e flexível se pitch de vendas for, maior o rapport! Para tanto, procure empregar técnica de quebra gelo, antes de iniciar seu discurso. No início de uma comunicação, as pessoas tendem a estar desconfiadas (com o “cérebro reptiliano” e inconsciente mais ativado), sem estarem ainda convencidas de que merecem investir tempo em você.

 

– O problema a ser enfrentado e a realidade do mercado

Mostre de forma clara e objetiva o problema que você vai solucionar com seu produto/solução. Neste momento, é importante que o interlocutor consiga se enxergar na mesma situação que você propõe para o mercado e perceber realmente a relevância daquele problema frente ao mercado. Para isso, mostre dados e passe informações que sejam realmente impactantes. Se estiver tratando com investidores, esses, possuem perfil mais pragmático e gostam de entender claramente números e o retorno no investimento esperado.

 

2 – As soluções que a sua empresa oferece

Ao apontar a solução que sua empresa oferece, utilize uma fala assertiva, transmitindo credibilidade aos interlocutores. Utilize termos assertivos como “Vamos solucionar este problema”, e não: “Queremos solucionar este problema!” Investidores, prospects e clientes estão muito mais interessados em saber o que você soluciona (benefícios do seu trabalho) do que como você soluciona (metodologia). Se ele te questionar e tiver um perfil mais analítico, você aprofunda no tema. Do contrário, foque mais nos resultados do que no método e nas especificações técnicas.

 

3 – Os diferenciais da sua empresa

Mostre todos os diferenciais que sua empresa oferece. Por que seu cliente ou investidor deve te dar crédito? Quais problemas você resolve bem? Como você se diferencia no mercado em relação aos seus concorrentes? Muito cuidado em dizer que seu produto/serviço não possui concorrentes. Isso pode soar mal e presunçoso! Lembre-se que concorrente, é todo aquele que tira a oportunidade de venda de seu negócio, não sendo, necessariamente, um concorrente direto.

 

4 – A equipe e experiência de cada um

Como sabemos, ideias só funcionam quando há um time competente para implementá-las! Portanto, você deve  explorar os integrantes de sua equipe, ressaltando suas principais competências e experiências.

 

5 – O que você busca

Aponte o que você está buscando naquele evento ou conversa, pode ser o valor do investimento, ou novos clientes, por exemplo. Mostre onde sua empresa chegará! Por exemplo: “Com o investimento de 100 mil, atingiremos um aumento de 80% de lucratividade em 2019.”.

 

6 – Finalizar com a mesma energia que começou

Finalize sua apresentação de forma enérgica, confiante e cordial. Não olhe para trás ao sair! Evite dizer somente “então é isso, pessoal…”. Certamente, essa pequena frase irá minimizá-lo e desconstruir todo seu esforço. Investidores e prospects não gostam de identificar fragilidade em um pitch.

Coloque-se à disposição, agradeça as pessoas presentes e deseje um bom dia/tarde/noite. Por exemplo, em um Demo Day (situação final de aceleradoras de startups, em que as startups possuem a oportunidade de apresentarem seus projetos a investidores), você pode finalizar da seguinte maneira: “Deixo meus contatos e aguardo vocês na feira para conversarmos mais sobre a empresa! Obrigado e boa tarde a todos!”.

Além da estrutura, a forma como o Pitch será apresentando, também é fundamental para que seja de alto impacto. De nada adianta ter uma estrutura escrita muito bem elaborada se, na hora de apresentar, o apresentador transmite medo, insegurança ou tensão. Portanto, os aspectos da comunicação também devem ser treinados com exaustão para que alcance os resultados, seja para conseguir um investimento, captar novos clientes ou fazer parcerias com outras empresas.

Uma vez que a comunicação é uma competência que requer treinamento, para ser automatizada e engramada, treine sua apresentação na frente do espelho e com seu time! Observe sua fala, peça feedback sobre seus gestos, vícios de linguagem, sua postura e a impressão que transmitiu. Se seu perfil é predominantemente expressivo, treine a escuta e evite justificativas demasiadas e que o ego fale mais alto neste momento!

Além das pessoas de sua equipe, você pode também treinar seu pitch de vendas com pessoas críticas e com aqueles que ainda não conheçam sua empresa. Assim, é possível saber se você está sendo claro e cativante em sua apresentação.

 

# Ajustes finais

Confiança é desejável, entretanto, cuidado com confiança em excesso! Vale lembrar que seu pitch nunca estará 100%. Sempre há possibilidade de melhorias e adaptações. Por isso, treine, compartilhe e busque estratégias de encantamento em conceitos de outras áreas de conhecimento, como Storytelling, variação da entonação da fala e Andragogia, para atrair e captar a atenção do público. 

Atente-se, principalmente, ao perfil de seu interlocutor. Se possui dificuldade em como adaptar-se ao perfil do outro, confira nossos 5 posts sequenciais, que dão dicas sobre como agir com cada perfil comunicativo (pragmático-afável-analítico-expressivo).

A ACT oferece treinamentos específicos e personalizados para pessoa física e empresas, no intuito de ajudar você a montar um pitch adequado às suas necessidades e ajudá-lo a se destacar no mercado.

Venha nos conhecer!      

Se ainda não se sente seguro com seu pitch de vendas, confira também:

Pitch: O que é esta ferramenta para o sucesso?                             

PITCH: O QUE É ESTA FERRAMENTA PARA O SUCESSO?

Colleagues having discussion --- Image by © Image Source/Corbis

O que é um pitch?

Imagine que você se encontra em um elevador ou em algum evento com um possível cliente ou investidor e tem um curto tempo para conversar. Como você vai apresentar sua empresa, sua solução, sua filosofia e seus diferenciais de uma forma resumida, que chame a atenção e que desperte o interesse de quem ouve?

Você terá que fazer um pitch, ou seja, uma rápida apresentação (geralmente de 1 a 10 minutos), sem rodeios, impactante, que visa atrair o interlocutor, conquistar sua confiança e prender sua atenção, fazendo com que ele “compre” a sua ideia.

 

Para quem o pitch é direcionado?

Ele pode ser utilizado para apresentar sua solução a investidores, clientes e até mesmo em situações rotineiras do dia a dia, em que precisa apresentar e/ou vender uma ideia. O domínio do pitch de vendas é uma excelente ferramenta de marketing pessoal.

 

Quais as características de um bom pitch?

O primeiro aspecto para atrair a atenção do público é uma fala enérgica e empolgante. No momento da reunião, você pode também contar com o Deck Pitch para apoiá-lo em sua apresentação (veja mais abaixo) e assim, estimular todos os canais de comunicação e facilitar a absorção da mensagem que você deseja transmitir.

Sua fala deve sempre ser assertiva, natural, objetiva e clara.

 

Existem basicamente 3 tipos principais de pitch:

1. High Concept Pitch

O high concept é a tradução do seu negócio em uma única frase, que explique, objetivamente, o que você promove para o mercado e mundo. É diferente de slogan.

Exemplos:

GOOGLE: “Informação a um clique”. Slogan: “We will take over the world”.

IPOD: “1.000 músicas no seu bolso”.

 

Já pensou em qual é seu high concept pitch? Quer ajuda?

 

2. High Elevator Pitch

Originado dos conceitos de conversa de elevador, em que o emissor possui somente entre 1 a 2 minutos para conduzir sua mensagem. Neste caso, é necessário ter extrema assertividade para traduzir o seu objetivo naquele encontro e o grande desafio é conseguir despertar o interesse para uma próxima oportunidade, em que terá chance de explorar o tema com mais profundidade.

 

3. Deck Pitch

É uma apresentação (em Power Point, Prezzi, Vídeo ou qualquer outro recurso audiovisual), que serve de apoio para a fala, sendo  tão importante quanto ela. Ao serem utilizadas juntas, essas duas ferramentas potencializam suas chances de obter sucesso.

Tenha cuidado! Assim como vão haver momentos em que você só poderá se utilizar da fala, em outros você só terá a chance de enviar o Deck Pitch ou o seu portfólio para alguém interessado em sua empresa. Sendo assim, ele deve ser extremamente visual, com clareza de ideias, estratégico e tão impactante e enérgico quanto a sua fala.

Observação: cuidado no uso do Prezzi, se for muito longo, os efeitos pode deixar seu receptor cansado (ou enjoado!).

A ACT tem treinamentos específicos e personalizados para ajudar você a montar um pitch adequado às suas necessidades e ajudá-lo a se destacar no mercado.

Querendo saber mais sobre o tema?

Leia também:

6 PASSOS PARA UM PITCH DE VENDAS DE ALTO IMPACTO

Elabore um bom Pitch e “venda seu peixe”

Pitch – Você sabe o que é?

Construa o seu Pitch para ganhar atenção do público em minutos

 

Entre em contato com a ACT!